Tenho como lema usa o que te define, o que te faz sentir bem, confortável e confiante. Mas sei que há pormenores que nos ajudam a elevar o nosso look, a ter um aspecto mais polido, mesmo que num registo mais alternativo, e que nos tornam mais stylish. Por isso, o post de hoje é dedicado a este tema; 10 coisas que podemos fazer para aperfeiçoar o nosso estilo.

Venham comigo!

1. Ter muitos sacos connosco, ou seja, a carteira, uma sacola com tralha e o laptop e ainda, muitas vezes, a lancheira. Não me levem a mal, sei que precisamos disto tudo, mas, este ruído visual faz com que o nosso outfit se perca, assim como a nossa postura “burro de carga” nos faz parecer menos arranjadas. Deste modo, o meu conselho é uma tote bag onde caiba tudo. Investir numa tote bag que seja de qualidade (para aguentar o peso) e que dê para coordenar com inúmeros outfits e situações.

2. Looks monocromáticos. Este truque nunca falha. Um look preto total, branco total, verde total e por aí adiante. É incrível como um look monocromático nos eleva a nível estético e transforma um outfit de casual a especial.

3. Não usar peças e acessórios falsos. Se não queremos ou podemos investir numa carteira Chanel, Louis Vuitton ou Bottega Veneta, está tudo ok. Existem imensas opções mais acessíveis e com qualidade. É preferível usar uma peça mais on budget, mas autêntica, do que pôr a pata na poça do mundo dos fakes e dupes. Usar fakes não só demonstra falta de respeito pelo mundo da moda e os seus criadores como, ainda, ajuda a perpetuar o mundo da contrafação.

4. Roupa que não nos assenta bem. Seja porque está larga, a bainha não está feita ou não cai de forma fluída e de acordo com o nosso corpo. Recorrer a uma costureira, quando necessário, devia ser obrigatório. Lojas como a Zara, entre outras, oferecem a possibilidade de alterar as nossas peças a custos super em conta. A única desculpa que podemos ter é o eterno dilema do mundo fast everything onde vivemos. Não só temos de comprar já como temos de levar já connosco para casa. O conceito da espera desmotiva-nos. Mas, na verdade, se não estamos dispostos a esperar 5 dias por umas calças, até que ponto as queremos assim tanto?

5. Ainda no tema fitting; Roupa muito justa. Calças super justas, que vincam cada parte do nosso corpo que ninguém deveria ter de ver na rua. Calções super curtos onde se vê o fim do nosso cute bum bum e o início da perna. A roupa muito justa/curta tornam a nossa aparência menos aprumada. Se repararmos bem, roupa mais larga, que caí de forma mas natural e respeita a nossa estrutura, assenta-nos melhor e dá um aspecto mais polido ao nosso look. Sou 100% a favor de usar um tamanho acima em camisolas e casacos, especialmente no Inverno.

6. Contrastar o estilo feminino com o estilo masculino. Este truque é a chave para tornar um look previsível a único e cool. Por exemplo, um vestido com folhos e super feminino se, em vez de coordenado com umas sandálias igualmente femininas, for usado com umas combat boots tornam o look mais audaz e inesperado. E por adiante. Os exemplos são inúmeros (e dignos de um só post) mas essencialmente é este balanço entre o feminino e o masculino para encontrar uma harmonia e elegância dignas das mais cool It girls.

7. Roupa com borboto. No no no. Não há desculpa, nem a falta de tempo. Se não querem investir numa máquina de tirar borboto, o uso (suave!) de uma gilete faz milagres. Na verdade, é até terapêutico e revela se de facto queremos mesmo dar o nosso tempo a certa peça de roupa. Por exemplo, tenho um casaco da Bimba y Lola que tem algum borboto nas áreas de mais moção. Como o adoro, tratar dele não é uma perda de tempo mas um prazer, pois sei que depois do “tratamento” vai estar como novo. É tudo uma questão de perspectiva e, claro, de brio. A falta de brio anda de mão dada com estes pequenos pormenores. A preguiça é um pecado mortal e não me obriguem a obrigar-vos a não o serem. Capricórnio que é Capricórnio é exigente e diz a verdade. E, se não estão para aí viradas para andar a depilar camisolas…. A resposta está dada, é porque a peça não é especial e merecedora de tal. End of story, acabei de vos ajudar a desentupir o vosso closet.

8. Pulsos com elásticos, invisibobbles e pulseiras de festivais de há 1 mês atrás. Nenhum destes 3 entra na categoria de pulseiras e são todos terríveis. Enquanto fotógrafa, tive de refazer inúmeros books a crianças e adolescentes porque não reparava nestes pormenores quando tinha 24 anos. Muitos sermões da minha patroa depois, fizeram com que seja das coisas que mais reparo. É incrível a diferença que faz. De facto, a poluição visual fica extinta quando nos permitimos a perder tempo a reparar nos (digam comigo) PORMENORES.

9. Usar tops de alças e cai-cais com o soutien à mostra ou a ver-se as alças. Existem imensas opções de suporte, desde soutiens sem alças e soutiens adesivos. Detalhes que trazem elegância e aprumo ao mais casual dos outfits.

10. Por último, excesso de maquilhagem. Não me refiro a um bold eye look ou ao uso de cores inesperadas, mas ao exagero na quantidade de base, pós matificantes e bronzers. Por mais incrível que o nosso outfit seja, tudo se pode perder se, do pescoço para cima, não houver harmonia e equilíbrio. Na roupa como na makeup, é o perfect balance entre bom gosto e bom senso que determinam o sucesso de um look perfeito.

xxx

Previous post