É certo e sabido que a moda reinventa-se e repete-se normalmente 20 anos depois. É fácil perceber quando uma tendência está a voltar porque, por norma, com ela, vêm outras da mesma época, todas em fila e prontas a serem consumidas e interpretadas décadas depois.  Algumas recebemos com euforia e até saudades, outras, questionamos a verdadeira necessidade de voltarem uma segunda (às vezes terceira) vez, se já na sua primeira aparição eram terríveis.
Neste post vou falar-vos das que mais tenho reparado nas lojas, na rua e, obviamente, no Instagram.

Número Um: Daddy Shoes. Os ténis feios, assumidamente grandes e feios! Os chamados daddy shoes, ugly shoes, you name it. Desde os Balenciaga Triple S aos Louis Vuitton Archlight sneakers esta moda está em todo o lado e eu própria dei comigo a adquirir mais que um par. Será que gosto mesmo ou fui vítima de uma soft (só que não) lavagem cerebral da industria da moda? No look de hoje estou com uns Nike Huarache Run que até há um ano atrás acharia impensável usar ou sequer gostar. Apesar de me considerar extremamente open minded, de gostar de inovar e arriscar, este registo de sneaker + street yo, nunca foi a minha praia.

Número Dois: As cargo pantsVivi a minha adolescência nos anos 90 e posso garantir que todas as usámos. Eram mesmo super grunge e alternativas às básicas calças de ganga no modelo bootcut, tão popular na altura. Hoje, combinadas com botins de salto agulha, mules ou os daddy shoes, estas calças gritam 90’s e são, mesmo, um must have.

Número Três: Sweatshirts, especialmente as com gola mais subida e zipper. Um limbo entre o street sporty cool e o beto (não adoram os meus termos técnicos?) esta tendência não está só nas marcas de desporto, está também em lojas como a Urban Outfitters ou a Brandy Melville.

Número Quatro, Cinco e Seis: Os co-ords em saia/blazer ou calça/blazer, as sandálias quadradas, as mules e os vestidos grunge , com padrões vintage e florais e de corte simples e minimalista.

Número Sete: Os micro shades! Os óculos de sol pequeninos. Um par de Le Specs é mesmo um new black na gaveta dos sunnies.

Número Oito: Bolsas Transparentes, plastic bags, plastic, plastic, plastic!!

Número Nove: As maravilhosas bolsas que os pais, e nós, usava-mos à cintura no contexto fim de semana/ férias/ turista em acção. As bum bags são agora usadas a tira-colo e eu adoro!! Não consigo não adorar, são a cena mais prática e cool. Mega thumbs up para este comeback.

Número Dez: Para terminar, os fatos de banho cavados. A fazer lembrar a série Baywatch é fácil perceber que este corte está em força desde o Verão passado e é transversal a várias marcas de swimwear. Fazem as pernas mais longas e trazem ainda memórias maravilhosas da Pamela Anderson a.k.a CJ a socorrer, mar adentro, as almas pouco dadas aos dotes da natação ou vítimas da intempérie.

A lista podia continuar, porque são mesmo muitos os revivalismos, mas eu escolhi apenas aqueles que se estão a ver mais Instagram e sites fora e que eu, pelo menos, tenho tomado mais atenção.

Casaco Levi’s/ Calças Weekday/ Ténis Huarache Run Nike/ Bolsa Bimba y Lola (2011)

Photographer Diana Serpins/ Edit Hella

Next post